Como preparar marmita fitness para levar ao trabalho

A marmita fitness é a solução ideal para preparar em casa e levar para o trabalho, para a universidade ou para uma viagem fora da cidade, não é mesmo?

É sempre uma ótima ideia, pois é saudável e você tem a vantagem de economizar custos de alimentação saudável também.

Portanto, isso não só tem a vantagem de economizar algum dinheiro. Acima de tudo, você pode se alimentar melhor quando não puder voltar para casa.

Quer saber mais vantagens da marmita fitness e como prepará-la? Continue lendo!

Porque vale a pena levar sua própria marmita fitness

Em primeiro lugar, comer no bar ou na lanchonete todos os dias não é possível para todos, tanto do ponto de vista econômico quanto do nutricional.

A menos que peça uma salada, os pratos preparados em cantinas, lanchonetes e em certos restaurantes costumam ser mais gordurosos.

Portanto, retomar o trabalho ou os estudos imediatamente após comer uma massa ou se alimentar mal pode deixar todo o seu dia menos produtivo.

Por outro lado, se você levar a sua própria refeição pode se organizar melhor e escolher o que deseja comer, com alimentos bons e saudáveis.

O que colocar na marmita fitness?

Para fazer a marmita ideal, você precisa ter quantidades balanceadas de carboidratos, proteínas e vegetais.

De forma mais precisa, as marmitas fitness costumam ter: ¼ de proteína, ¼ de carboidrato, ½ de hortaliças, verduras ou legumes.

Se você segue alguma receita do nutricionista, pode ser que esses valores sejam diferentes.

O motivo é que o profissional pode fazer um cardápio de acordo com as suas metas pessoais. Portanto, pode variar de pessoa para pessoa.

Porém, se não existe nenhuma recomendação específica de um nutricionista, você pode equilibrar os alimentos como explicado acima.

Quanto ao carboidrato, você pode incluir alimentos integrais, como macarrão e arroz. Além disso, a mandioquinha também é uma boa escolha, pois promove saciedade.

Já para proteínas, escolha uma carne magra como o frango, pois ele permite diferentes variedades de pratos.

Mas não precisa se limitar apenas ao frango, até porque pode ficar enjoativo comer apenas um tipo de carne todos os dias.

Para variar o cardápio, a melhor opção é utilizar peixes, pois são saudáveis e possuem elevados elementos nutricionais. Você pode usar proteína de soja também em sua marmita fitness.

A soja, em particular, tem muitas proteínas, mais que o frango, inclusive, e há diferentes variações possíveis de pratos com soja.

E, por fim, para vegetais, você pode escolher salada de alface americana, couve, rúcula, repolho, tomate, berinjela, entre outros.

Se for usar vegetais cozidos, cozinhe no vapor para manter os minerais e as vitaminas.

Como organizar as marmitas para a semana

Antes de tudo, organize a sua agenda. Você pode escolher uma manhã para preparar o cardápio da semana e congelar as marmitas.

Para isso, tenha recipientes apropriados e em número suficiente para todos os dias da semana. Dessa forma, você economiza tempo e é só tirar do congelador no dia a dia. 

Vale lembrar que se você está fazendo alguma dieta, não basta apenas comer uma comida fit no almoço. Você precisa também ter café da manhã e janta saudáveis e sem excessos.

Para congelar os alimentos, os recipientes devem ser apropriados para altas temperaturas. Se não forem adequados, podem ficar com fissuras com o constante congelamento e aquecimento no microondas.

As embalagens de vidro temperado são uma boa alternativa. Elas são mais espessas e resistem à temperatura do microondas.

Quais são os cuidados para congelar a marmita?

Para congelar a marmita fitness, você precisa ter também outros cuidados além da escolha do recipiente.

Então, é bom separar as porções de forma que as marmitas fiquem organizadas dentro dos vasilhames.

Assim, elas ficarão apresentáveis para o consumo. Portanto, os potes de marmitas com divisórias são os mais indicados, para não misturar e não bagunçar a comida na hora de esquentar.

Ao congelar legumes e verduras, você precisa cozinhar no vapor sem adição de sal. Em seguida, deixe um tempo na água fria antes, retire e já pode congelar. Deixe para colocar o sal depois de aquecer a marmita para comer.

O mesmo vale para os grãos, que devem ir para o freezer sem tempero. Dessa forma, eles vão durar por mais tempo e vão preservar a frescura.

Com as proteínas, tome cuidado com os ovos e os filés de peixes, pois não podem ser congelados após a preparação. Então, prefira deixar esses alimentos separados para preparar na hora.

Como fazer marmita para vender

Vimos o passo a passo de como preparar uma marmita para facilitar o dia a dia. Mas você já pensou também em fazer marmitas para vender?

Este é um mercado em alta, pois muitas pessoas preferem comprar refeições prontas para não terem o trabalho de preparar em casa.

Além disso, com a facilidade dos serviços de delivery, muitos consideram mais prático pedir uma marmita em vez de sair para fazer alguma refeição em restaurantes durante a semana.

E o fato de ser uma marmita fitness atrai muitos adeptos entre pessoas que querem ter um cardápio prático e saudável para equilibrar a dieta.

Se você quer abrir um negócio de marmitas e gerar uma renda extra, mesmo trabalhando em casa, é bom destacar que você precisa criar cardápios variados para atender a diferentes gostos e preferências.

É uma forma de os clientes se interessarem pelas suas refeições e consumirem um almoço fitness e diversificado todos os dias.

Como muitos clientes preferem receber a comida aquecida, é importante que você tenha um microondas para entregar a refeição quente.

Ainda, faça delivery em recipientes próprios para entrega, segundo as regras da Anvisa. É essencial também que sua cozinha siga os padrões de higiene estipulados pela vigilância sanitária.

Outro ponto importante é pensar em estratégias de marketing e de divulgação de suas marmitas fitness. Assim, você poderá alcançar um grande número de pessoas interessadas em suas refeições.

Sabendo utilizar o potencial da internet, com certeza você poderá atrair muitas pessoas para o seu negócio. Se você abrir um MEI, por exemplo, pode se cadastrar no iFood, de forma a tornar seu empreendimento ainda mais profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.